quarta-feira, 29 de março de 2017

TV. Em abril, "Trem Bala' pára na estação do antigo canal 5

Uma boa notícia para os fãs do "Trem Bala": ele vai voltar. Depois de sumir repentina e abruptamente junto com toda a grade programacional da TV O Povo, eis que está sendo anunciado o seu retorno e, agora no antigo canal 5, na TV Ceará, emissora oficial do governo cearense. 

A data será agora em abril e, o que o público espera, venha retemperado com novidades do mundo futebol, a comunicação de seu experiente titular e as performances de seus integrantes, entre eles a do irreverente Vavá Maravilha, criador de um tipo que tem dividido opiniões. 

A saída do 'Trem Bala' da TV O Povo foi explicada na época pela assessoria "em virtude do atual cenário econômico", o que levou a emissora a uma revisão de toda a sua grade de programação local.

INTERNET. Página altera letras machistas no Facebook

Você já se viu cantando uma música de letra machista, se deu conta mas mesmo assim seguiu em frente? Campanhas contra esse tipo de música, onde a figura da mulher é tratada de forma submissa, existem há anos. Na internet, só agora se tem notícia de algo assim.

A página chama-se 'Arrumando Letras'. Ela está no Facebook. Nos posts, a responsável - a advogada Camila Queiroz, 25 anos - altera letras machistas de canções brasileiras que estão populares na mídia. Em apenas quatro dias, o perfil já soma mais de 176 mil seguidores. Entre os autores já citados estão Zeca Pagodinho, Henrique e Juliano, Matheus e Kauan e Henrique e Diego. 

A página foi criada na última sexta-feira (24/3). O post mais popular até o momento foi sobre a música Ciumento Eu, da dupla sertaneja Henrique e Diego. 

TELEVISÃO. Silvio Santos mexe de novo na programação

Silvio Santos, realmente, muda de opinião de uma hora para outra. Contratou o tal do Marcão, demitido da Record por conta de uma declaração racista, colocou o cara no SBT por duas horas e meia e, depois de ver o recuo da audiência - a emissora caiu para quarto lugar em SP - provocou nova mudança. 

O SBT decidiu encurtar o "Primeiro Impacto" na parte da tarde. Agora, o jornal irá ao ar apenas com Marcão do Povo na apresentação. Dudu Camargo voltará para as manhãs da emissora com o "SBT Notícias", a partir das 7h.
(Com informação do Agora-SP) 

TV. RedeTV, Record e SBT saem hoje da tv por assinatura

A partir da meia-noite de hoje, quem assiste a Record, RedeTV! e SBT por meio do aparelho de TV por assinatura não conseguirá mais assistir à programação dos canais.
O corte do sinal das emissoras é resultado de uma crise que se arrasta desde sexta-feira, quando as redes anunciaram que só permitiriam ser transmitidas pelas operadoras caso recebessem um valor por espectador.
O impasse ocorre justamente no dia em que toda a população da Grande São Paulo terá encerrado o sinal analógico em seus aparelhos de TV.
Para assistir aos canais abertos, será preciso ter aparelhos com conversor digital acoplado.
A região metropolitana de São Paulo será a segunda a sofrer o "apagão", após o Distrito Federal.

RÁDIO. João Inácio Jr volta ao batente na segunda-feira

Quem estará de volta ao microfone da Verdes Mares, AM 810 segunda-feira é o radialista João Inácio Júnior. Com mais de 30 anos de atividades desde que começou na antiga Ceará Rádio Clube. João está de férias e seu programa à tarde ficou sob a responsabilidade de suas assistentes. 

terça-feira, 28 de março de 2017

RÁDIO. A audiência via internet das emissoras do Cariri


E o radialista Jucimar Leite nos contacta sobre o sucesso da Vale FM 99,9 onde ele atua. A emissora está no topo das rádios do Cariri e região sul cearense mais acessadas via internet.

TV. Uma voz bonita no Ceará para se ter como referência

Que voz bonita! Essa é a reação que se tem ao ouvir a narração com dicção perfeita de Nádia Barros, jornalista responsável por "offs" e que substitui titulares de tele-noticiosos da TV Jangadeiro. E quem a vê se surpreende mais ainda seu charme e beleza. Ela facilmente pode integrar aquele (cada vez mais restrito) time de "vozes radiofônicas perfeitas". Quem faz rádio ou tevê no Ceará devia ouvi-la para tê-la como referência. 

TV. Tom Cavalcante sempre dá uma força aos cearenses

Bem diferente de profissionais do humor que foram para o sul e nunca abriram as portas para seus colegas que ficaram no Ceará - exceção de Chico Anísio -, Tom Cavalcante é um dos humoristas cearenses que faz questão de convidar nomes do nosso humor para atuar em seu programa "MultiTom", da Multishow. LC Galetto que o diga: 
"Tom que pediu pra reunir os cearenses nessa foto na gravação da terceira temporada do MultiTom que estreia em abril. Estamos no quadro CPI...Comissão Parlamentar de Intrigas. Cabra leal aos cearenses neh..."


EVENTOS. Fortaleza sedia o 'Chocopark' no RioMar

Daniel Negreiros é quem dá a dica: de 30 de março a 2 de abril,  a capital cearense recebe a primeira edição do "Chocopark", um evento totalmente focado no 'Mundo do Chocolate'. O Shopping RioMar Kennedy sedia o lançamento com amplo espaço e segurança, trazendo mais conforto e praticidade aos visitantes e participantes. 



Durante os quatro dias, o evento promoverá programação variada, que inclui food park com operações trabalhando o ingrediente chocolate, presença marcas de chocolate gourmet, expositores, ciclo de palestras e oficinas, workshops, atividades para crianças com infláveis, cama elástica e piscina de bolinhas. 

SERVIÇO   
CHOCO PARK  
Dia: 30 de março a 2 de abril   
Local: Estacionamento Lagoa – RioMar Kennedy (Avenida Sargento Hermínio Sampaio, 3100, Fortaleza (CE)) 
Horário: das 17h às 22h   
Entrada gratuita 

CHARGES. Onde a Política tem sido mais criticada


Tem lugar melhor para se criticar a Política e os políticos do que a charge? Que o diga o trabalho desta terça, do chargista Miguel do Jornal do Commércio, sobre a questão do voto em 'lista fechada'.

segunda-feira, 27 de março de 2017

EFEMÉRIDES. Um 'post' para homenagear Kico Gomes

Quem conhece Kico Gomes sabe o quanto ele é bom. O quanto ele é competente como profissional. Pois ontem foi o aniversário dele. Sonoplasta Kico Gomes, a atua na Povo-CBN e é um dos responsáveis por toda a área de som do Curso de Comunicação da Unifor. Mais do que isso, Kico é um ser humano devotado ao que faz, querido pelos companheiros, pai e esposo admirável, com uma capacidade de assumir desafios na área que abraçou desde cedo. Competente, humano, Kico é uma dessas pessoas que faço questão de qualificá-la como AMIGO.

Por que veículos de comunicação não se divulgam mais?

Essa postagem é um desafio: é que tem gente que me pergunta por que eu não falo de mais estações de rádio e de tv. É bom que se diga que todo órgão de comunicação vive de notícia, informes que são repassados por assessorias e interessados em divulgar seus trabalhos. São essas fontes que alimentam os meios produtivos e esses, por sua vez, realimentam (abastecendo) o mercado com o produto chamado informaçãoPois o mesmo não acontece com os que atuam nesses meios. 

À exceção de O Povo (jornal) e da Verdes Mares (tv), os demais órgãos em Fortaleza - pelo que deduzo - não dispõem de setores de informação de sua programação. Não trabalham com assessorias, o que é algo contraditório. E isso é algo muito sério quando se sabe que "quem não se comunica... não se comunica mesmo! 

Por isso, estamos a renovar/reforçar o convite para nos enviar informações. O endereço é o do nosso e-mail nonato.albuquerque@gmail.com

FALANDO NISSO

Como já escreveu a ombudsman do jornal O Povo, Tânia Alves, "onde não circula a informação, prolifera o boato". E esse ano já aconteceram vários casos de empresas de comunicação que não se divulgam, ou que não dão esclarecimentos. Primeiro, a TV O Povo cortando o Trem Bala (motivo da jornalista ter feito a citação) e, recentemente, a Jovem Pan Fortaleza correndo risco de ser fechada, mas nada de dar uma resposta ao seu blog ou ao público mesmo, que é o maior interessado. em Por que veículos de comunicação não se divulgam mais?
escreveu o internauta JardeL

RÁDIO/TV. Internautas respondem o POR ONDE ANDA

Beto Guerra tem um programa radiofônico na Coqueiros FM aqui em Sobral,reside aqui desde que saiu aí de Fortaleza!!

Cadê a Hiramissa Serra? A Dona Cremilda que fazia par com o seu Encrenca? Por onde andará!?

Yan Gomes, fm assembléia; Letícia Amaral, ex esposa de Victor Hannover,foi aprovada num concurso público e tava na UFC; já a Katiuscia, tá procurando quem paga mais.

Nonato,por onde andam Haroldo Pedreira,Cláudio Pinheiro,e Letícia Amaral que foi repórter da Verdes Mares.E respondendo ao colega Luís Henrique,A Clotilde parece que estava na Record do Pará e o Beto Guerra a última vez que ouvi falar dele ele estava em Sobral.

Clotilde ta na afiliada da Globo no Pará, inclusive já apresentou os telejornais de lá, segundo a rede social da própria.
Mário Oliveira Locutor disse... O Nelson Faheina apresenta o programa jornalístico do horário de meio dia da Rádio Vale do Jaguaribe AM 1260 aqui em Limoeiro do Norte. O nome do programa é "Vale News" 27 de março de 2017 15:43 Excluir

CINEMA. Vídeo vai chegar mais cedo ao consumidor

Até hoje, você leva um (certo) tempo para que as locadoras disponibilizem títulos que estão em cartaz nos cinemas. Mas, alegre-se! "Os estúdios de Hollywood planejam disponibilizar filmes ao público via serviços de vídeo on-demand 45 dias após a estreia nos cinemas". Está na Folha de SP, de hoje, reproduzindo notícia do jornal "The Wall Street Journal" de domingo (26).

É o seguinte: Hollywood quer conter a queda do faturamento provocada pela migração de parte dos espectadores a serviços de streaming, como a Netflix.

Pode ser, também, a tábua de salvação das locadoras que estão pela hora da morte, evitando transformarem-se, no que eu costumo chamar de cinetério. 

sábado, 25 de março de 2017

POR ONDE ANDA

Tem internauta querendo saber:  


Nonato, cadê a Clotilde Danta, Wellington Nunes, Beto Guerra e Nelson Faheina? (Luís Henrique)

Luís, o Wellington está na Caixa Econômica, o Nélson tem restaurante no maciço e os outros não temos conhecimento. 

RÁDIO. Nova programação da Globo estreia em maio

Em maio, a Rádio Globo (Rio) muda tudo. E faz reformas que visam ganhar dimensão nacional.  

Olha o que escreveu o Ancelmo Góis em sua coluna: 

"Com a nova programação focada em entretenimento, a nova Rádio Globo será lançada em meados de maio.
Segundo Marcelo Soares, diretor da emissora, a ideia é que as ondas cheguem a 50 cidades do país, reforçadas por um time de talentos com nomes como Otaviano Costa, Leo Jaime, Monica Martelli, Marcelo Barreto, Júnior e Alex Escobar".

A impressão que se tem é que a emissora constituirá rede em algumas capitais como já fez no passado. Quem se habilita a dizer qual a emissora que deve plugar o som da Globo aqui no Ceará? 

JORNAIS. As capas de domingo que circulam no sábado


RÁDIO. Hoje é dia de se celebrar Dragão do Mar e Povo

Hoje é dia de lembrar o aniversário de duas emissoras de rádio de grande conceito entre os cearenses. A Rádio Dragão do Mar e a AM DO POVO, hoje integrada ao Sistema Globo de Rádio via Central Brasileira de Notícias. O nosso internauta César Augusto, da Rádio Cidade, enviou para nós que integramos a Tribuna Band News, vinhetas que marcaram a vida das duas emissoras. 


TEVÊ. RedeTV, Record e SBT vão deixar a TV paga

As três emissoras levaram ao ar nesta sexta-feira (24) uma mensagem dizendo que vão retirar seus canais de Net, Sky, Claro e Embratel, quatro grandes operadoras da TV paga do Brasil. A data ainda não foi definida. 

"Estas empresas se recusam a negociar os direitos de transmissão com Record, SBT e RedeTV!, ao contrário do que já fazem com grupos estrangeiros e até com emissoras nacionais", diz o texto. 

Os três canais afirmam que, com o apagão do sinal analógico de TV em São Paulo, marcado para quarta, elas não são mais obrigadas a fornecer de graça seus sinais digitais para as operadoras. 

SBT e Record ficam atrás da Globo, enquanto a RedeTV! está entre os dez mais vistos. As emissoras criaram a "joint-venture" Simba para negociar fatias da receita com assinantes. Em nota, a empresa diz ainda negociar para evitar a saída das operadoras. Há 18,9 milhões de assinantes no país, segundo a ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura). 

A Simba afirma que os espectadores não serão prejudicados porque o conteúdo dos canais já está disponível para todo cidadão brasileiro por meio do sinal digital de forma totalmente gratuita. A Net afirmou que continua em negociação com os canais. A Embratel diz que não tem serviço de TV paga. A Sky não se manifestou até a conclusão desta edição. 

(Folha de S.Paulo)

sexta-feira, 24 de março de 2017

CINE. Filme reunirá Tom Cavalcante,Tirulipa e Danilo Gentili

O diretor de cinema Halder Gomes é como o tempo: não pára. E já tem engatilhado um novo projeto. "Um filme novo que começa em São Paulo [...] elenco de feras da nossa comédia". Entre os nomes:  Tom Cavalcante, Tirulipa e Danilo Gentili. 



PRÊMIO. O cooperativismo vai dar prêmio ao jornalismo

Com o tema “A importância das cooperativas cearenses para o desenvolvimento econômico e a inclusão social”, o Prêmio Cooperativismo Cearense de Jornalismo terá lançamento oficial será no dia 6 de abril de 2017, às 9 horas, na sede do Sistema OCB-SESCOOP/CE, Rua Ildefonso Albano, 1585, Aldeota. Serão distribuídos R$ 27 mil em prêmios entre os primeiros colocados em cinco categorias.



FOTOGRAFIA. A foto que mudou a história de um disco



8 de agosto de 1969. O grupo musical mais famoso da história é sobre a promover que, em última análise, seria o seu último álbum, " Everest ". O conjunto iria viajar para os Himalaias para tomar um livro de fotos para ilustrar o álbum, mas para diferentes problemas de produção mudaram o título e a totalidade do projeto; fazer as fotos com pressa em uma rua de Londres, perto de um estúdio de gravação. O fotógrafo Ian McMillan captou os momentos antes da postura final de artistas. O resultado final é este: 


quinta-feira, 23 de março de 2017

SAUDADES. Hoje cinco anos que o Brasil perdeu Chico Anísio


JORNAL. Polícia quer indenização por charge da Gazeta

DEU NA FOLHA DE SP: 

O jornal "A Gazeta", de Vitória (ES), vem sendo alvo de uma série de ações movidas por policiais militares que pedem indenização por danos morais e a retirada do ar de uma charge publicada no dia 18 de fevereiro.
Na charge, assinada pelo cartunista conhecido como Amarildo, dois personagens, um vestido de bandido e outro de policial, assustam-se um com o outro, sob os dizeres "Carnaval 2017".
O personagem vestido de bandido diz: "Calma! Eu sou um policial fantasiado de ladrão". O outro responde: "E eu, um ladrão fantasiado de policial. É um assalto!"
A ilustração foi publicada no fim de semana que antecedeu o Carnaval oficial –quando os moradores da capital capixaba costumam celebrar a festa. Naquele momento, a PM estava em greve, em um movimento que durou de 4 a 25 de fevereiro.
Na semana passada, "A Gazeta" foi notificada de cinco ações em curso contra a publicação da charge, quatro na região metropolitana de Vitória e uma em São Mateus, no norte do Espírito Santo.

segunda-feira, 20 de março de 2017

BLOGS. A boa gastronomia vence a insossa política do Ceará


Parabéns a Ariane Cajazeiras, jornalista da Tribuna Band News, com quem dividimos o sucesso do Primeira Edição. É que seu blog 'Le Chef Coxinha' foi o mais acessado, via Facebook e o quarto segundo o Google Analytics. Isso falando dos diários que estão lincados no portal Trbuna do Ceará. 

Em fevereiro, ele ganhou até do blog do Vanderlei Filho, normalmente bem acessado por tratar-se de área política. A gastronomia botou a Política no forno. 

PROFISSIONAL. Os 50 anos de rádio e TV de Wilton Bezerra

Witon Bezerra está completando 50 anos de profissão. Uma avaliação do que foram esses anos está sendo feita por Marcel Cordeiro Bezerra e Wilton Bezerra Jr, com quem melhor convive com esse figuraço do rádio e TV. 



Depois de sua inauguração, em fevereiro de 1967, a Rádio Progresso AM de Juazeiro do Norte, emissora pertencente ao grupo empresarial Bezerra de Menezes, estruturou  de forma empírica, no mesmo ano, a sua primeira equipe esportiva. 
Da sala da discoteca, Wilton Bezerra, o então operador e programador, ouviu um ensaio feito com gravador para uma transmissão que seria realizada da quadra de futebol de salão da extinta CELCA, a Companhia de Eletricidade do Cariri. 
Era a cobertura de um torneio de equipes amadoras. Wellington Amorim, jornalista, e Damião Gomes, colaborador da emissora, simulavam narração e reportagem.
Naquele momento, Wilton se integrou à dupla e foi responsável pela narração do jogo. Ao lado, o comunicador, publicitário e desportista juazeirense Dário Maia Coimbra, o inesquecível "Darim".
Começava ali, 50 anos atrás, a trajetória do comentarista, hoje, integrante do Sistema Verdes Mares de Comunicação.
Em 1979, depois de 12 anos na Rádio Progresso, onde desempenhou várias funções, foi contratado pela Rádio Uirapuru de Fortaleza, para a equipe esportiva de Moésio Loiola. 
A seguir, em 1983, formou sua própria equipe, na Rádio Cidade AM 860, onde permaneceu por 11 anos. De lá, cedeu a uma boa proposta salarial e reingressou na Rádio Assunção, novamente sob o comando de Moésio Loiola.
Em 2011, foi contratado pela TV Diário e Rádio Verdes Mares, a Verdinha, onde permanece até hoje.
Sem esquecer que, desde o começo da sua trajetória de 38 anos na imprensa da capital, Wilton Bezerra atua na TVC, antiga TV Educativa, onde teve ingresso no ano de 1983.
Na televisão, foi comentarista dos noticiários e programas esportivos da TV Uirapuru e TV Cidade, ao longo dos anos 1980, 1990 e 2000.
Seu valor de mercado foi sempre baseado na conduta de isenção, na fundamentação de suas análises e na consequente credibilidade conquistada junto ao público.
Definir o tamanho de sua competência é tarefa que Wilton Bezerra sempre preferiu deixar a cargo da prezada, numerosa e cativa audiência. Afinal, o povo é quem faz a voz das ruas. Só ele fala por si, entende o comentarista. 
De si, Wilton se reserva a não muito dizer.  Apenas, que se considera um profissional com razoável capacidade de discernimento e alguém que sabe alguns minutos de alguns assuntos. 
Muita modéstia da parte dele, mas não adianta. O nome de Wilton Bezerra continua na boca do povo e sempre escrito entre as maiores estrelas do esporte e da comunicação de nosso Estado.
Parabéns, grande comentarista, que você merece!
Dos seus jornalistas Marcel Cordeiro Bezerra e Wilton Bezerra Júnior, aqui, vai este breve retrospecto sobre 50 anos de de muita luta e profissionalismo. Um gesto de homenagem a um autêntico artista da palavra. Um ídolo para seus filhos !

JORNAL. Repórter é demitido por pressão de prefeito

Um jornalista de O Dia, do Rio de Janeiro, foi demitido depois de escrever reportagem sobre o mau funcionamento dos postos de Saúde do estado. Teria sido uma imposição do prefeito, segundo a colega dele Gabriela Moreira.


Isso me faz lembrar um colega repórter que teve cortado o seu quadro de participação num antigo programa meu por conta de críticas ao prefeito da época.

quinta-feira, 16 de março de 2017

VALE A PENA LER. A decadência da expressão 'risco de morte'

Na Folha de SP, desta quinta-feira, o colunista Sérgio Rodrigues diz porque devemos comemorar a decadência da expressão 'risco de morte'

Boa notícia no mundo da língua brasileira: a expressão biônica "risco de morte", que há cerca de 20 anos começou a se impor às cotoveladas no discurso dos meios de comunicação, sofreu um violento revés. Talvez não corra risco de vida, mas está no hospital.
Na última quinta-feira (9), depois que publiquei aqui um texto sobre os "podólatras da letra", a direção de jornalismo da TV Globo soltou uma circular vetando em toda a rede o uso da locução, que chamou acertadamente de "modismo".
Eu sei que isso não vai resolver os problemas do Brasil. A notícia é boa para a cultura do país porque representa uma vitória da língua natural, aquela que as pessoas de fato falam, e uma derrota de certa mentalidade prescritiva que, mesmo bem intencionada, comete o pecado de inventar "erros" onde eles não existem.
Basta pensar na reputação que o português tem para grande parte dos estudantes e da população em geral –a de língua dificílima e cheia de pegadinhas– para entender o potencial nocivo da caça ao equívoco imaginário. "Seus tataravós falavam errado, seus bisavós e avós e pais também, preste atenção!"
Por ser emblemática, a história de "risco de morte" merece uma recapitulação. É preciso deixar claro que o problema da expressão não é estar "errada". Seu problema é que, de uso minoritário ate então, foi vendida a multidões de falantes ao preço da criminalização de uma locução consagrada, familiar e tão popular quanto elegante.
Foi em fins do século passado que estudiosos apegados demais ao pé da letra transformaram a malhação de "risco de vida" –que até Machado de Assis usou– em cavalo de batalha. O jornalismo brasileiro, infelizmente, montou nele e saiu a galope.
A Globo não inventou o modismo, embora possa ser considerada sua maior propagadora. Introduzida na cultura da grande imprensa por consultores de português, a ideia de que "risco de vida" era um contrassenso chegou a ser acolhida também nesta Folha –que, no entanto, livrou-se dela faz tempo.
"Ninguém corre o risco de viver", dizia-se. Era um equívoco. A análise em que se baseava obscurecia algo compreendido até então por todos os falantes, inclusive os analfabetos: que risco de vida quer dizer risco para a vida, isto é, risco de perder a vida.
Enxergar aí uma agressão à lógica requer um tipo bem carrancudo de literalismo. É mais ou menos como dizer que o "quarto de visitas" deveria ser chamado de "quarto para visitas", uma vez que elas nunca terão a posse do cômodo.
A primeira voz que vi se levantar contra isso, no início do século, foi a do linguista Sírio Possenti. No campo conservador, o jornalista Marcos de Castro incluiu um verbete em reedição de seu livro "A Imprensa e o Caos na Ortografia" para engrossar o coro. A resistência a "risco de morte" foi uma obra coletiva.
Não que a locução mereça o anátema que seus defensores tentaram impor a "risco de vida". As duas são gramaticais e fazem sentido. Uma, preferida por gerações de brasileiros, refere-se ao perigo que corre a vida; a outra fala do perigo de que a morte vença. Dizem basicamente a mesma coisa.
Por que, então, comemorar o declínio da expressão "risco de morte"? Porque ela não soube brincar. A língua que as pessoas falam na vida real merece respeito