terça-feira, 24 de janeiro de 2017

ERRO. Wikipédia erra e 'mata' a mulher do Lula


"Herrar é umano", já brincava o velho Pasquim, diante de algum equívoco seu que merecesse correção. Hoje, um site importante cometeu uma falha. Falo da Wikipédia. 

Logo após a notícia de que a ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula, havia sido internada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico, a Wikipédia divulgava a data da morte dela como sendo dia 24 de janeiro de 2016. 

"Nascida Marisa Letícia Rocco Casa (São Bernardo do Campo, 7 de abril de 1950 - São Paulo, 24 de janeiro de 2017), foi a primeira-dama do Brasil de 1 de janeiro de 2003 a 1 de janeiro de 2011, quando seu marido, Luiz Inácio Lula da Silva, esteve no cargo de presidente da República", constava na página. 

A gente sabe que a Wikipédia é um projeto de enciclopédia multilíngue de licença livre ou no domínio público e permite que alguém colabore. Se existem pessoas de índole má, elas são capazes de tudo. 

Alguns momentos depois, o site havia corrigido a informação e só constavam o local e a data de nascimento de dona Marisa: "São Bernardo do Campo, 7 de abril de 1950".

BBB. Globo instala 'big fones' em 10 cidades brasileiras


O
Big Fone surpreendeu os fãs do Big Brother Brasil em dez cidades brasileiras ontem. 

A 17ª edição do BBB estreiou e a Globo, em parceria com afiliadas da emissora, decidiu instalar réplicas do aparelho em shoppings centers e praias de de diferentes estados do País. 

Os Big Fones tocarão simultaneamente, de meia em meia hora, durante todo o dia. As pessoas que atenderam às chamadas participam de brincadeiras e ganharão brindes.
As afiliadas participantes são  TV Gazeta Alagoas, EPTV Sul de Minas, TV Gazeta ES, TV Bahia, RBS TV RS, Rede Amazônica, TV Liberal, RPC e TV Integração e os aparelhos serão instalados nas cidades de Maceió/AL, Varginha/MG, Vitória/ES, Salvador/BA, Barreiras/BA, Capão da Canoa/RS, Manaus/AM, Belém/PA, Curitiba/PR e Uberlândia/MG.

(Meio e Mensagem)

TELEVISÃO. "Tá no Ar", polêmico, antes mesmo de ir ao ar


A quarta temporada do "Tá no Ar" nem estreou na TV e já fez barulho. Na semana passada, a emissora antecipou para assinantes do serviço de vídeo on-line Globo Play o primeiro episódio, que será exibido nesta terça (24). 

 Um dos esquetes –são, em média, quarenta para 24 minutos de programa– viralizou e gerou uma série de discursões na internet pela sátira a uma propaganda de um banco, com clientes privilegiados que vão às melhores universidades, comem nos melhores restaurantes, e nunca são barrados. 

 Enquanto as portas se abrem para os personagens sorridentes –todos brancos–, ao fundo, atores negros servem cafés e não conseguem passar pela porta giratória da agência bancária.

Texto de GABRIELA SÁ PESSOA
publicado na Folha de São Paulo

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

TELEVISÃO. Comreça o 'Big Brother' com Thiago Leifert

Estreia hoje a 17ª edição do "Big Brother Brasil" (Globo). Quem comandará a nave é Tiago Leifert, e não mais Pedro Bial, que ficou no cargo por 14 anos. Ansioso pela estreia e sem medo das críticas, o novo apresentador revela que se sente pronto para o desafio.
"O Boninho [diretor] me ligou em agosto do ano passado e disse: 'Você não fará mais o 'The Voice Kids', fará o 'BBB'. Na hora fiquei sem reação. Ele só pediu para eu não contar a ninguém, nem para os meus pais. Guardei segredo um mês", relembra Leifert.
"Sempre fui viciado no programa, mandava sugestões de provas para a produção, sempre tive 'pay-per-view'".
Mas e os tradicionais discursos na hora da eliminação, como ficam? "Não sei se farei discurso. Vou falar com base no que estiver ocorrendo dentro da casa", revela. "Eu vou errar, vou acertar, mas estou com gana de fazer", define. (Agora)

domingo, 22 de janeiro de 2017

JORNAIS. Primeira página de O Povo está congelada


Tem leitor me perguntando se eu sei explicar o porquê de a homepage de O Povo está congelada desde a semana seguinte ao jogo do Fortaleza com o Ferroviário. Houve mudanças e o jornal impresso (digital) agora é acessado por um link diferente. Quanto a página continuar com a mesma estampa (notíciário, inclusive), aguardo a boa equipe nos trazer explicações.

FALANDO NISSO 

Recebo ligação me indicando que, para se chegar à página do jornal, basta colocar www.opovo.com.br/jornal/

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

MÍDIA. Muda o governo e o site da Casa Branca é alterado

O site da Casa Branca muda a partir de hoje. Pelo que li das informações da Agência Ansa (via blog do Eliomar), a seção dedicada às mudanças climáticas, bandeira defendida pelo ex-presidente Barack Obama, por exemplo, foi apagada da página oficial, assim como qualquer menção ao aquecimento global. Também não há mais seções no site sobre direitos civis e público LGBT. Para ter acesso foi preciso que eu me registrasse. 

Enquanto isso, a família Obama criou o seu site particular que pode ser acessado em  www.barackobama.com 

TELEVISÃO. Repórter entrevista Vesgo como se americano

“Tem até americano brincando de ser Donald Trump aqui perto de mim”, disse a correspondente Carolina Cimenti, da GloboNews, sem se dar conta que estava, na verdade, entrevistando Rodrigo Scarpa, o Vesgo do “Pânico”. A entrevista foi ao ar, ao vivo, por volta das 21h40 desta quinta-feira (19). Ao final da conversa, ainda sem perceber que foi enganada, a repórter observa: “Enfim, é uma posse cheia de emoções”. Na verdade, uma posse com direito a trollada!

DEU NO JORNAL. O caso do apresentador racista via Bergamo

A colunista da Folha de SP, Mônica Bérgamo, fala hoje sobre o caso do apresentador Marcão, que chamou a cantora Ludmilla de macaca: 

O MPF (Ministério Público Federal) foi acionado para tomar providências no caso do apresentador da Record TV Brasília que chamou a cantora Ludmilla de "macaca" e "pobre". Os grupos Intervozes (Coletivo Brasil de Comunicação Social) e Andi (Comunicação e Direitos) entraram com uma representação no órgão pedindo providências.
EM ONDAS
Para as ONGs, o comentário do apresentador Marcão, no "Balanço Geral", caracterizou discriminação racial e ofendeu não só à artista, mas aos negros em geral. Afirmam que a emissora é concessionária de um serviço público e que houve desrespeito "às normas em vigor para a radiodifusão brasileira e demais leis do ordenamento jurídico".
TOMA LÁ, DÁ CÁ
O MPF analisa o pedido das entidades, que reivindicam direito de resposta dos grupos atingidos, além de indenização por danos morais coletivos. Marcão foi demitido após o fato e pediu desculpas à cantora. Ela diz que vai prestar queixa contra ele. A Record, em nota, afirma "lamentar os transtornos causados" a Ludmilla e repudiar "qualquer ato dessa natureza".
MAIS DEVAGAR
A ONG Ciclocidade entrou nesta quinta (19) com uma ação civil pública para tentar barrar o aumento de velocidade nas marginais em São Paulo, previsto para começar na quarta (25). Um advogado de São Paulo já havia iniciado um processo similar.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

NOMES. Morre no Rio vocalista do sucesso do Kaoma

Que final trágico o dessa cantora Loalwa Braz, que morreu ontem carbonizada dentro de um carro no Rio. Ela integrou o grupo de lambada Kaoma. 
O Corpo de Bombeiros da região dos Lagos foi acionado para apagar o fogo em um carro modelo Honda Civic, onde foi encontrado um corpo totalmente carbonizado no banco traseiro.
A informação do UOL diz que Loalwa tinha acabado de se curar de um câncer no ovário e se preparava para regravar seus principais sucessos remixados em outros estilos musicais. 

Sucesso da lambada


Loalwa era vocalista do grupo de lambada de maior sucesso dos anos 1980. O Kaoma, fundado em 1985, ganhou notoriedade mundial com hits como "Chorando Se Foi", "Dançando Lambada" e "Lambamor". Atualmente, Loalwa vivia em Saquarema, enquanto seu marido, o empresário francês Eric Levesqueau, mora na França.
Ela nasceu no Rio de Janeiro e cresceu em uma família musical. Seu pai era chefe de orquestra popular e sua mãe, pianista clássica. Ao todo, o Kaoma vendeu mais de 25 milhões de discos em todo o mundo e ganhou mais de 80 discos de ouro e platina. Na França, onde Loalwa viveu durante muitos anos, "Chorando Se Foi" vendeu 700 mil cópias.

PRÊMIO. Quadrinista Guabiras, de O Povo, ganha o Agostini

Uma das mais tradicionais honrarias brasileiras de histórias em quadrinhos, o Prêmio Angelo Agostini chega a sua 33ª edição. Na categoria ''Melhor Cartunista de 2016'', o vencedor é o cearense Carlos Henrique Santos da Costa, o Guabiras, jornalista do O POVO. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 18, pela Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo (AQC), organizadora da premiação. 

(O Povo)

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

JORNALISTAS. As farpas combinadas de Jussie e Antero

A 'briga' entre os irmãos Jussie Cunha e Antero Neto está ganhando proporções admiráveis. Os dois, desde que Antero voltou às raízes, trocam farpas pelas redes sociais numa urdida forma de publicizar-se em torno de suas atividades. Em um desses posts, um leitor resumiu bem o que une os dois: AMOR.


MÚSICA. Termina relação de Frejat com o Barão Vermelho


O Barão Vermelho anunciou nesta terça (17) a saída de Roberto Frejat, fundador e voz à frente da banda desde que Cazuza deixou o grupo, em 1985. Ele será substituído por Rodrigo Suricato, músico que até então fazia carreira com a banda Suricato. A decisão partiu de divergências entre o cantor e guitarrista e os outros integrantes sobre o futuro da banda. (Folha de SP)

TV. Apresentador chama cantora negra de macaca ao vivo




O apresentador Marcão, que comanda o programa "Balanço Geral" na Record TV Brasília, chamou Ludmilla de "macaca" ao vivo, durante o quadro "A hora da venenosa" exibido na semana passada. Nas imagens que já circulam pelas redes, Marcão comentou uma nota sobre Ludmilla, afirmando que a cantora combinava desculpas com os garçons de um restaurante para evitar fotos com fãs. "É uma coisa que não dá para entender. Era pobre, macaca...pobre, mas pobre mesmo".

(Da coluna de Leo Dias)

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

RÁDIO. O pequeno flash de Ariane que virou gigantesco tento

Ariane Cajazeiras depois que voltou da segunda viagem à Alemanha ganhou mais personalidade no seu 'metier', principalmente por sua estreia como repórter internacional. Ela reportou-se "in loco" ao atentado em Berlim, no final de dezembro, quando estava há poucos metros do ocorrido. 

"Foi apenas um flash", diz Ariane com modéstia. Mas, parodiando o primeiro homem na Lua, acrescentaríamos: um pequeno flash para a Tribuna, mas gigantesco passo para sua carreira.

Ela já está de volta ao batente, sempre de 8 às 10, sempre ao lado de quem? de quem?

De Raimundo Nonato (eu). 

DANÇA DAS CADEIRAS. Globonews demite Bianca Rmoneda

A GloboNews dispensou uma de suas apresentadoras com mais tempo na casa, Bianca Ramoneda. A jornalista, que também é atriz e escritora, trabalhava no canal de notícias da Globo havia 18 anos e comandava desde 2015 o programa "Ofício em Cena", em que entrevistava atores, diretores e dramaturgos.
(UOL)

TV. Repórter da GloboNews é agredida durante reportagem



Na noite desta segunda-feira (16), os telespectadores que assistiam a “Globo News”, canal de notícias do grupo Globo, tomaram um verdadeiro susto.
Durante uma entrada ao vivo, a repórter Larissa Carvalho, que acompanhava o início de rebelião em um presídio em Minas Gerais, acabou sendo duramente agredida.

Nas imagens, é possível ver uma mulher invadindo o lugar onde estava a profissional e dando um empurrão que levou a repórter ao chão.
No mesmo instante da agressão, a comunicação com a jornalista foi interrompida. Passados alguns minutos e com os ânimos mais controlados, o âncora da Globo News voltou a fazer contato com a repórter que disse estar bem. Ela ressaltou que alguns parentes de presos, que estavam presentes no local, não concordaram com a informação dada pela polícia militar que não haviam feridos dentro do presídio, notícia que a repórter estava passando no momento da agressão.

(Noticias ao Minuto)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

CANTOR Renato Assunção põe à venda objetos de estima

O cantor Renatinho Assunção é um daqueles exemplos de superação diante das adversidades que a vida nos impõe. Hoje, ele anunciou que vai colocar à venda algumas peças importantes de sua coleção, tais como garrafas de uísque, roupas novas e pouco usadas de estilistas famosos e marcas desejadaas. 

Renato não especificou o motivo, mas qualquer que seja ele, denota-se a necessidade de ele desfazer de objetos de sua estima para atender, possivelmente, à cobertura do tratamento que vem realizando em relação ao diabetes. 

Quem se interessar deve entrar em contato pelo "inbox" do cantor no Facebook. 


REDES SOCIAIS. Quem consegue ficar longe do Facebook?

Estavamos fazendo uma pesquisa para ver quem consegue viver mais tempo sem digitar nada no Facebook. Acabei descobrindo que, daqueles a quem compartilho, quem conseguiu passar mais tempo longe foi a jornalista Inês Aparecida. Ela confessou hoje que foram duas semanas longe das redes sociais. E voltou com todo gás.


JORNAIS. Cochilo do Eliomar deixa escapar legenda original

Eliomar de Lima é o jornalista mais bem informado que conhecemos; disso ninguém duvida. Hoje, porém, uma postagem nos chamou atenção por conta da fotolegenda contrapondo-se ao título. Diz: "o poder do título nada tem a ver com Ciro Gomes". Ficamos intrigados, posto que Eliomar dificilmente erra. Na verdade, o cochilo do blogueiro. A notícia, compilada de coluna do Globo - e ele faz a devida citação - refere-se ao título da origem, como se pode ver no 'print' abaixo. 




domingo, 15 de janeiro de 2017

CINEMA. Um twitter revela os segredos do cinema mudo

Descobri um site que mostra como os diretores do cinema mudo faziam para conseguir perspectivas e efeitos tão incríveis.
O site é Silent Movie GIFs é um excelente recurso que revela como as coisas costumavam ser feitas no passado. Ele detalhou muitos exemplos famosos (como o mostrado abaixo de Harold Lloyd pendurado em um relógio, que usou a perspectiva para torná-lo real) e aqui está como o patinador Charles Chaplin patinou para trás e "quase" caiu em uma loja de departamento em ‘Tempos Modernos’.




JORNALISTA. Demitri Túlio é o mais premiado do Nordeste

Parabéns a Demitri Túlio, o mais premiado jornalista do recorte regional Nordeste do +Premiados do Brasil. 


Lideram Eliane Brum, do "El País", e Miriam Leitão, da Globo. Leitão está na primeira posição desde 2014.
Naquele ano, o jornalista José Hamilton Ribeiro foi considerado líder "hors concours" do +Premiados Jornalistas Brasileiros, "tendo em vista a grande quantidade de prêmios que conquistou, em uma época em que eram raras essas iniciativas", segundo o site.
O site é um projeto da Jornalistas Editora e atribui pontos a diferentes premiações jornalísticas, gerando o ranking.
(Folha de SP) 





sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

RÁDIO. Já são 283 as AM que migraram para faixa FM

Em 2016, 283 rádios receberam o aval para migrar da faixa AM para a FM no Brasil, de acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Além do sinal de melhor qualidade, a mudança permite aos ouvintes sintonizar as rádios a partir de dispositivos móveis, como celulares e tablets.

O processo de migração da faixa AM para a FM começou em 2013. Segundo o ministério, 1.381 das 1.772 rádios AM brasileiras já pediram para mudar de faixa.

Dessas, porém, 437 estão em áreas onde não há espaço disponível no espectro –são o chamado "lote residual".

De acordo com Lidiane Oliveira, coordenadora-substituta de pós-outorga da Secretaria de Radiodifusão, a migração "vai permitir às emissoras elevar a audiência, pela qualidade do sinal e possibilidade de sintonia em celulares e tablets, o que também deve melhorar o faturamento".

Texto da Folha de SP

DEU NO JORNAL. Violência contra jornalistas cresce no Brasil

A violência contra jornalistas cresceu em 2016, de acordo com o relatório da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) divulgado nesta quinta-feira (11), no Rio.

Segundo o documento, 161 casos de violência foram registrados no ano passado —crescimento de 17,52 % em comparação com 2015 (137). Em 2014, a entidade contabilizou 129 casos.

"O relatório revela que estamos enfrentando uma escalada da violência muito grave contra a nossa categoria. Apesar de todas as intervenções, esperávamos que a violência sofresse uma queda. O que infelizmente não aconteceu", disse a presidente da Fenaj, Maria José Braga.

O levantamento da Fenaj foi feito em parceria com os sindicatos de jornalistas.

Assim como em 2015, dois jornalistas foram mortos no país no ano passado, segundo a Fenaj.

No dia 17 de agosto, o jornalista Maurício Campos, dono do jornal "O Grito", foi morto por um desconhecido em Santa Luzia, Minas Gerais.

O outro assassinato ocorreu em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, no dia 24 de julho. João Miranda do Carmo foi assassinado pelo ex-chefe de segurança da administração municipal, Douglas Ferreira de Morais, e o filho dele, Rooney da Silva Morais. Carmo era responsável pelo site "SAD Sem Censura".

O relatório aponta, no entanto, que houve queda no número de assassinatos de outros profissionais de comunicação, como radialistas e blogueiros —de nove para cinco mortes.

"Mesmo assim, precisamos denunciar e chegar aos culpados", acrescentou Maria José.

A entidade também informou que quatro jornalistas foram condenados criminalmente pela Justiça —dois em Alagoas, um em Minas Gerais e outro no Paraná.

"Esse dado vale a pena destacar. São penas desmedidas. Acreditamos que tem que existir uma investigação diferenciada. Essas questões precisam ser tratadas no âmbito cível, o que não está acontecendo", afirmou Maria José.

[...] Os principais responsáveis pela violência contra jornalistas são policiais (25,47%), manifestantes (18,63%) e políticos ou assessores de políticos (15,53%). 


Texto da Folha de SP

NOTAS SOLTAS

¹ Com as férias de seu titular, Eliomar de Lima, quem está redigindo a coluna Vertical em O Povo é o jornalista Demitri Túlio. Eliomar curte férias (também) carregando pedras, digo blogando.

² Maísa Vasconcelos e Daniela de Lavor são as vozes femininas do começo da noite que, no rádio FM, facilitam a vida de quem está no trânsito de volta pra casa. Uma na Povo; outra na Tribuna. 

³ O novo comercial da Bebelu ganha todo mundo pela criativa forma como anuncia os produtos através de machões maquiados, de perucas, sem nenhum preconceito.



CHARGES. Quem é bom já nasce Clayton - Trump Kid


quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

DISCO. Groovytown lança disco para marcar 10 anos


Os dez anos da Groovytown vão ser marcados neste janeiro com o lançamento de um disco, onde a marca dos primeiros anos de carreira é preservada. O lançamento acontece no sábado, no "Férias do Dragão". 

O produtor Hélio Santos nos contou que o CD autoral " Santo Remédio " carrega a musicalidade e o swing que sempre foram referências da turma que, há uma década, foge à mesmice de outras bandas. 

"... a Groovytown se formou através da ideia dos músicos de construir um trabalho coeso e pop, de personalidade própria, mesclando as linguagens do samba, do sambarock, da soul music e da música nordestina. 

A banda gravou três CDs que caíram nas pistas de dança do Brasil, com releituras e novos arranjos de músicas consagradas como: “O vendedor de bananas”, “Samba a dois”, “Coqueiro verde”, “Balança pema”, “Eu bebo sim” e “Roberto corta essa”. 

O forte do disco são músicas autorais como “Samba de Brasileiro”, “Mistura Popular”, “Menina” e “Minha preta”. Em 2010, o grupo cearense obteve o primeiro êxito importante quando participou do quadro Garagem do Faustão depois de classificada entre mais de 80.000 trabalhos enviados à Rede Globo e nesses 10 anos de existência teve a oportunidade de tocar em vários festivais e projetos ligados à música independente pelo país, dividindo o palco com grandes nomes da música brasileira e mundial como: Jota Quest, Jorge Benjor, Lulu Santos , Seu Jorge, Maria Rita, O Rappa, Paralamas do Sucesso, Titãs, Oríxas, Biquini Cavadão, Vanessa da Mata, Charlie Brown Jr, Chico César, Monobloco, dentre outros. 

O lançamento será neste sábado, 14 de janeiro de 2017 no Anfiteatro do Centro Cultural Dragão do Mar, dentro da programação do projeto Férias no Dragão". 

O disco conta com participação especial da cantora baiana Margareth Menezes e estará disponínel nas principais plataformas digitais, entre elas, Spotify, Itunes e Deezer. A Banda Groovytown é composta por: Caio Batista (voz), Adriano Azevedo (bateria), André Rocha (percussão), Netinho de Sá (baixo), Ricardo Abreu (trompete e flugelhom) e Thiago Rocha (sax e flauta).

RÁDIO. Radialistas discutem o reajuste salarial para 2017

Companheiros que atuam na mídia radiofônica e televisiva pedem informações acerca da campanha salarial das duas categorias. Ainda não temos maiores detalhes, mas a partir de uma nota do Sindicato da categoria, tomamos conhecimento de nota convocatória para assembleia que discutiria o assunto. Vamos buscar informações com o presidente Edilson Alves para me atualizar sobre em que pé andam as negociações e prometo repassar os dados. 



TELEVISÃO. Cresce o número de desligados frente à televisão


Houve um tempo em que as empresas de pesquisa de audiência lembravam com certa atenção o grande número de televisores desligados. Hoje, isso não diminuiu tanto, mas existe uma outra realidade. Mesmo entre os aparelhos ligados, a atenção do telespectador está desviada da programação, entretida com o uso dos celulares e smartphones. A tv está lá ligada; mas o foco das pessoas é para o que exibem as redes sociais, onde é mais prática a interatividade que a mídia televisiva nem sempre promove. Por isso, especialistas em termos de audiência estão a sugerir aos que fazem a "máquina de fazer doido", na concepção stanislawpontepretiana (na verdade, Sérgio Porto) para que sigam novos caminhos. Que façam convergência ao vivo com os aplicativos das redes ou busquem outros meios de chamar de volta o grosso do telespectador que se mudou de armas e bagagens para esses novos equipamentos. 

TELEVISÃO. As férias do Dragão ganham vitrine na TVC

Tem novidades na programação da TVC. Acostumada a poucas mudanças, a emissora do governo, nesse novo período, deu pra fazer alterações na sua grade, o que é positivo. Quem nos informa sobre o que há de novo é o jornalista Rodrigo Neto, detalhando a edstrei do especial "Férias do Dragão". 



Janeiro começou com novidade na TVC. A partir de hoje vamos exibir o Especial “Férias no Dragão”. Serão 12 programas apresentados direto do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A atração vai ao ar durante todo este mês das quintas às terças-feiras, apresentado pela jornalista Graziela Costa.

O especial “Férias no Dragão” vai levar aos telespectadores entrevistas com os artistas e produtores culturais que participam da programação. De acordo com a diretora de programação da TVC, Isabel Andrade, o programa fortalece a presença da agenda cultural na grade de emissora. “O Férias no Dragão é o ponta pé inicial para a intensificação do acompanhamento das ações e políticas públicas de arte e cultura realizadas no estado”. 

Segundo Graziela, o programa faz um “apanhando” com os destaques da programação de janeiro e fevereiro do Dragão do Mar. “Vários artistas vão participar do Férias no Dragão e nós vamos atualizar e mostrar o que eles estão fazendo no Ceará. Também queremos convidar o público que está circulando pela cidade para conhecer nossa cena cultural”.

Outra novidade do programa é o bloco dedicado ao cinema com análises da apresentadora do TVCine Dragão, a cineasta Vanessa Cavalcante, e do programador do Cinema do Dragão- Fundação Joaquim Nabuco, Pedro Azevedo. Eles vão comentar os destaques da II Mostra Retrospectiva 2016/ Expectativa 2017.

Veja os horários da primeira semana do Especial “Férias no Dragão” na TVC:

Programa 1

Dia 12/01 - Quinta-feira: 21h30 e às 23h
Dia 13/01 - Sexta-feira: 14h30 e às 16h30

Programa 2

Dia 13/01 - Sexta: 20h30 e às 23h
Dia 14/01 - Sábado: 9h30 e às 15h

Programa 3

Dia 14/01 - Sábado: 19h30, 21h30 e às 0h
Dia 15/01 - Domingo: 13h

Programa 4
Dia 15/01 - Domingo: 18h, 21h e às 23h


Rodrigo Neto
Jornalista (Registro Profissional 2984/CE)
Redator do Portal TV Ceará: http://www.tvceara.ce.gov.br 

HISTÓRIAS DO RÁDIO. Para começar a do Kit Rola na POVO

A radio O POVO AM, antes de unir-se à CBN, tinha uma citação na hora que homenageava um nome famoso da cidade. 
A cada hora fechada, a gente dizia: "10 horas na Fortaleza de J. Macedo" ou "tantas horas na Fortaleza de Adisia Sá". 
Certa manhã, abri a programação e disse a homenagem do dia, cujos nomes eram selecionados pela Fátima Abreu: "Sete horas na Fortaleza do doutor Kit Rola". 
O telefone tocou. Ouviu-se a voz irada de uma senhora idosa fora do ar reclamar ao telefonista.
"Vou deixar de ouvir vocês. Estão tão imorais qto aquele locutor da VM. Pra ganhar ouvinte, tão dando agora um kit de rola". Bateu o telefone sem nem ouvir a explicação de que se tratava de um renomado médico desta cidade.